Arquivo da tag: bike são paulo

Minha história em São Paulo contada na Revista Bicicleta (na íntegra aqui)

No final do ano passado a Revista Bicicleta me convidou a contar a minha história com as magrelas em São Paulo para uma seção da publicação. Eu fiquei muito feliz com a oportunidade de deixar um registro do que aconteceu nesses últimos três anos muito especiais. 

Segue abaixo a transcrição da matéria e no final, as fotos das páginas da revista. Aliás, a revista é muito bem feita e traz muitas informações para quem ama as bicis.

 

Edicao_media_2420130107181933capa_24

 

 

Passar um mês inteiro trabalhando em São Paulo? Bem, isso pareceu meio estranho quando propuseram, principalmente porque São Paulo para mim lembrava “dinheiro”, “violência”, “trânsito”, “alagamentos” e “caos social” (os quatro últimos graças ao Datena). A essência do preconceito.

Durante 10 anos São Paulo se limitava a viagens a trabalho inevitáveis o mais curtas possível, muitas delas de bate-volta, contudo, após quatorze anos em Florianópolis eu havia passado por algumas mudanças radicais como o fim do casamento e ter largado um bom emprego para abrir a minha empresa, então, por que não? Aceitei.

Desci no aeroporto de Congonhas, porta de entrada das minhas visitas anteriores e segui a tradição: depois de uma bela fila embarquei em um táxi e fui para a empresa que fica na Faria Lima com a Rebouças. Eu só conhecia essas ruas por causa do Banco Imobiliário jogado na infância. Trabalhei o dia todo e precisava ir para o hotel onde passaria o próximo mês. Estava com a mala. Bora pegar um táxi.

Continuar lendo Minha história em São Paulo contada na Revista Bicicleta (na íntegra aqui)

Eu condeno o senhor Ricardo Neis a…

Agora que o senhor Ricardo Neis está sob custódia começamos as discussões sobre a segunda instância da impunidade que costuma se revelar nas penas brandas. Alguns falam inclusive em reclusão psiquiátrica.

Eu gostaria sim de sugerir uma pena alternativa. Eu, como ciclista e cidadão condeno o atropelador de POA a:

Sentir a brisa no rosto, o prazer de se locomover silenciosamente por seus próprios meios, sem depender de petróleo, do governo, do rush e sem recolher CIDE. Ao prazer de dizer “bom dia” para quem passa, de sair da bolha de metal e vidro fumé. Condeno também a uma deliciosa descarga de endorfina toda vez que vencer aquela ladeira que está no seu caminho e a chegar ao trabalho sempre, digo sempre, de bom humor.

Não existe tratamento melhor para o nosso amigo do que mostrar que ele é um de nós.

Mais amor, menos motor.

 

Bikes dobráveis na TopMed Magazine

A TopMed Magazine tem como foco a saúde e a qualidade de vida. Na última edição, tive a felicidade de participar juntamente com a Tetéia II e compartilhar um pouco da minha experiência utilizando a bike dobrável como meio de transporte em uma grande cidade. A matéria ficou muito bem feita. Fiquei animado em ver outros casos de pessoas que também adotam a magrela dobrável no seu dia a dia para transporte e não só para lazer. (Clique nas páginas para vê-las maiores).

Capa_topmed_magazine_menor

 

Rev01

 

Rev02

 

Rev03

Ida e volta Santo Amaro – Av. Paulista

Estou em um projeto em um cliente na Av. Paulista. Eu estou acostumado a fazer meus 12 Km (ida e volta) para a Guido Caloi todos os dias, mas no cliente são 12 Km só de ida. Nas últimas semanas fui de taxi e voltei de bike. Nesta sexta eu resolvi usar uma rota desenhada pelo Marcelo Mig.

Aqui está a rota:
http://www.bikemap.net/route/720246#lat=-23.60757&lng=-46.67524&zoom=13&type=2

A rota foi muito bem montada, foram ruas tranquilas e subidas bem balanceadas, Mesmo parando várias vezes para conferir o mapa (e também para beber água de coco no Ibirapuera) levei apenas uma hora para chegar ao trabalho. Muito legal. Segue um slide-show. Quero ver se consigo montar um vídeo.

Continuar lendo Ida e volta Santo Amaro – Av. Paulista

Bicicleta é o melhor jeito de se locomover em São Paulo

Ontem tive uma grande satisfação em ver no Radar SP que a bicicleta venceu o Desafio Multimodal em São Paulo. Mais legal ainda foi ver um camarada meu, o Carlos Aranha, que está sempre engajado na melhoria da mobilidade na cidade, carioca que veste a camisa “EU AMO SP” com satisfação dando um relato muito sóbrio sobre a sua experiência na tentativa de vencer o desafio utilizando transporte público.

Alguns dados interessantes sobre mobilidade em São Paulo:

  • Os paulistanos gastam (jogam fora) em média 2h42m no trânsito por dia.
  • 52% já deixam o carro em casa.
  • 26% usam o carro todos os dias.

Como vocês sabem, levo a sério essa questão e recentemente fiz um upgrade comprando uma nova Dahon Eco 3 (a Xodó). Agora com 7 marchas, consigo fazer tranquilamente o trajeto da Av. Paulista até minha casa em Santo Amaro, aproximadamente 14 Km, em 35 minutos. Quando visito clientes, vou de taxi e volto de bicicleta, só isso já gera 50% de economia e de redução da emissão de sujeira no ar da cidade.

159354100Img0130aImg0145aImg0131aImg0132aImg0133aImg0134aImg0141aImg0142aImg0143aImg0144a

Veja aqui o vídeo do Radar sobre o desafio:

 

Saiba mais sobre o desafio: http://www.ciclobr.com.br/desafio_intermodal_2010.asp

 

PedEx – Entregas com bicicletas – Que tal em São Paulo?

As entregas efetuadas em grandes cidades através de bicicletas é um fenômeno comum em alguns países, contudo, infelizmente pouco desenvolvido no Brasil. A Pedal Express oferece o serviço em Porto Alegre. Com entregas de até 30 e até 90 minutos, a empresa cobre uma região considerável da capital gaúcha.

 

 

Confiantes no desempenho da mais antiga máquina da liberdade – a bicicleta – aliada à experiência e profissionalismo de nossos ciclistas, oferecemos pontualidade nas entregas. Além de pedidos por telefone, disponibilizamos de um sistema online. Basta fornecer os dados do local de coleta e de entrega, escolher o tipo de serviço desejado e teremos um mensageiro a caminho. Também realizamos serviço com retorno, entrega de malotes e serviço bancário (sujeito a taxa de espera). Estamos abertos para discutir a necessidades da sua empresa.

Depois de 50 dias em São Paulo, 49 deles me virando pela cidade de bicicleta, não consigo entender como esse serviço não é desenvolvido aqui. Estou cansado de fazer percursos razoáveis (ex: de Santo Amaro até a Consolação) em menos de 45 minutos sem treinamento algum e, aliás, sem marchas.

Se alguém quiser começar o serviço aqui, estou dentro! Se o serviço já existe, vamos conversar, vocês precisam divulgar melhor.